domingo, 4 de dezembro de 2016

MOBILIZAÇÃO SALARIAL II - COMUNICADO DA PRESIDÊNCIA


Caros associados:

Buscando registrar presença em todos os eventos que possibilitem a valorização profissional, a convite da organização, esta presidência compareceu ao encontro realizado pela Federação Nacional dos Engenheiros (FNE) no período entre 24 e 26 de novembro de 2016, na cidade de Barra Bonita, SP. O tema do encontro foi "Mobilização pela retomada do crescimento e valorização dos profissionais" e contou com a presença do Secretário Engenheiro Arnaldo Jardim, que fez seu pronunciamento na cerimônia de abertura.

No evento foram proferidas conferências relativas ao tema e, ao final desse foi elaborada a "Carta de Barra Bonita" (http://www.fne.org.br/index.php/todas-as-noticias/3866-carta-de-barra-bonita), que relata os princípios e objetivos do movimento "Engenharia Unida". Maiores detalhes a respeito do evento e de sua organização podem ser conferidos no site http://www.fne.org.br/index.php.


Nessa semana, no dia 30, estivemos reunidos pela manhã na sede do Sindicato dos Engenheiros do Estado de São Paulo (SEESP), com os colegas representantes das outras secretarias e órgãos que possuem em seus quadros integrantes das carreiras de Engenheiro Agrônomo, Engenheiro e Arquiteto, e que estão sob a mesma tabela dos Assistentes Agropecuários. Nossa reunião contou com a presença do Engenheiro Murilo Pinheiro, presidente do SEESP e da FNE, que mais uma vez hipotecou seu apoio ao nosso pleito e se comprometeu a encaminhar moção às autoridades constituídas. Da reunião ficou decidido que as associações ali representadas também iriam encaminhar moções e buscar apoios junto a lideranças regionais e locais. Também instalou-se ali um fórum permanente pela Equalização Salarial, que se reunirá todas as quartas feira da semana e com o compromisso da AGROESP de estar presente uma vez ao mês.

Em seguida, neste mesmo dia, fomos à Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (ALESP), onde conversamos com o Deputado Davi Zaia sobre a moção de apoio aos assistentes agropecuários a ser encaminhada pela ALESP, por iniciativa do deputado Barros Munhoz. O Deputado Davi Zaia prometeu empenho para que a referida moção seja publicada antes do recesso parlamentar. Logo após, fomos recebidos pelo deputado Barros Munhoz que, imediatamente, determinou à sua assessoria que tomasse todas as providências para o encaminhamento da moção, sendo que ali fornecemos todas as informações relativas ao nosso pleito. Assim acreditamos que a moção da ALESP será publicada e encaminhada ao governo nos próximos dias.

Nesta sexta feira, dia 2, acompanhado do colega da CA de Valinhos, o Vereador Henrique Conti, estivemos em Americana no escritório político do Deputado Chico Sardelli. Fomos tratar de assuntos relativos ao parecer da Procuradoria Geral do Estado (PGE) que trata dos afastamentos de servidores para disputar eleições e ali fomos orientados a buscar maiores informações na própria PGE. Nosso objetivo é corrigir os efeitos danosos aos servidores oriundos de tal parecer. Também aproveitamos para esclarecer ao nobre Deputado, líder do chamado "Blocão" na ALESP, o nosso pleito de equalização salarial. Ele colocou-se a nosso lado e pediu que comunicássemos essa sua posição ao Deputado Barros Munhoz.

Informamos que o site da AGROESP foi retirado do ar devido a problemas técnicos e que nossa entidade conta agora com as mensagens por e-mail (agroesp2014@gmail.com), o nosso perfil no Facebook (https://www.facebook.com/agroesp/?fref=ts) e o nosso renovado e sempre atual blog (http://saagroesp.blogspot.com.br) para divulgar nossas ações e receber sugestões. Em breve o nosso blog terá novo endereço para facilitar o acesso de todos os associados e demais interessados.

No próximo dia 14 ocorrerá a já divulgada Assembleia Geral Ordinária da AGROESP, visando cumprir as determinações estatutárias e o evento é aberto a todos os nossos associados.


Campinas, 4 de dezembro de 2016


CONTINUEMOS NA LUTA MEUS COLEGAS!


VICTOR BRANCO DE ARAUJO
AGROESP - PRESIDENTE

Um comentário:

  1. A luta contínua mesmo quando exaustiva e os resultados não aparecem, mostram a garra dos extensionistas deste País. Os resultados não aparecem da noite para o dia, às vezes leva anos, como o crescimento de uma árvore rígida como o Óleo, o Jacarandá, etc. Nós que vimos nascer e trabalhar a Extensão Rural em São Paulo, da antiga Embrater, federal, é gratificante. Mas o perfil do extensionista é não esmorecer nunca. Mesmo as poucas e difíceis conquistas para a manutenção dos programas e dos próprios extensionistas traz um alento para continuar a luta em prol da carreira e da alegria de ver os resultados dos trabalhos realizados. O verdadeiro extensionista faz o seu trabalho com amor, sempre.

    ResponderExcluir