terça-feira, 16 de janeiro de 2018

A previdência e o servidor público

Importante Esclarecimento:

"Quem passa em concurso público, passa devido à sua competência, muitas vezes tendo apoio somente da família. Portanto, ninguém dá essa vaga. Ela é resultado de muito esforço e dedicação. A estabilidade vem do trabalho duro e capacidade. Perdem-se muitos finais de semana, feriados, carnavais, Páscoas e aniversários para conquistar esse espaço. Perdem-se horas de convívio com a família em prol desse trabalho, sem esperar nenhum reconhecimento por parte de quem quer que seja!
São injustas e covardes as campanhas na mídia desmoralizando os servidores públicos, estáveis ou não.

Se o governo está em crise, a culpa não é de quem estudou e passou em concurso público.
Concursados não sonegam impostos (que já são retidos na fonte), todos os anos apresentam a declaração de renda e pagam ao Leão, ao contrário de muitos que burlam o sistema, além de receberem incentivos fiscais.

A quebra da previdência e finanças públicas é resultado de muita corrupção dos últimos tempos, de renúncias fiscais, inadimplências de grandes devedores, uso indevido da finalidade e má administração dos recursos públicos.

Não se deixe enganar! A crise econômica e política, a falta de acesso à saúde, ensino e segurança pública e demais serviços por parte da população NÃO ACONTECEM por culpa do funcionalismo público. É uma tentativa de nós fazer de bodas expiatórios da incompetência gerencial dos Governos!

Sem contar que o servidor público não tem fundo de garantia e nem crédito subsidiado para aquisição da casa própria, além do que contribui para a previdência num percentual maior que o dos funcionários de iniciativa privada.
Colega servidor, copie, edite, cole no seu mural e repasse!!!"

É muito importante o esclarecimento para a população, porque o governo quer imputar aos servidores os seus desmandos e a sua ganância por poder e dinheiro.

Durante anos vem sucateando a Previdência, a Saúde e a Educação. E ainda tem a cara de pau de colocar na mídia que a Reforma é para tirar privilégios. Mas na realidade quem mais vai "pagar esse pato" é o trabalhador, porque as mordomias, isenção fiscal, auxílio de todo, fórum privilegiado, entre outras benesses vão continuar. A internet é a nossa aliada na divulgação desses informações. Não se iluda com falsas estatísticas, comentaristas globais e neoliberais. O conhecimento nos liberta. Divulgue. TOTAL INVERSÃO DE VALORES.

Um comentário:

  1. Excelente posicionamento, Victor. Parabéns!
    Newton Rodrigues

    ResponderExcluir