quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

MOBILIZAÇÃO PERMANENTE XII

Prezado associado:

Embora não tenhamos nada de concreto a apresentar, no intuito de manter a todos informados, gostaria de tecer alguns comentários e perspectivas, a saber:

O PL 920 (limita os gastos) foi aprovado e as contas do governo também, só faltando agora aprovar o orçamento para que a assembléia entre em recesso.

Ontem foi publicado o PL 1156 do governador, onde ele congela por mais um ano seu salário e o dos secretários, no Diário Oficial, Legislativo, à página 10, conforme transcrição anexa (http://diariooficial.imprensaoficial.com.br/nav_v4/index.asp?c=12 ).

Some-se a isso o discurso recente do deputado Caio França, onde afirma que não votará a PEC 5 (PEC que muda o teto do funcionalismo para alinhar aos desembargadores do TJSP) sem que o governo envie à ALESP a mensagem de reajuste dos servidores.

Resumindo, o governador não quer a PEC do teto aprovada, principalmente pelo fato dessa ser vinculada aos vencimentos do judiciário e, portanto, fora de seu controle, uma vez que os salários dos desembargadores são reajustados como o STF.

O governador poderia aumentar um pouco seu próprio salário, 15 a 20% e desarticular os defensores da PEC do teto, mas tem medo que, ao apresentar reajuste menor aos servidores, tenha os holofotes da mídia o bombardeando. Desse modo isso teria de ser feito três a quatro meses atrás para não vincular com o reajuste do funcionalismo e propiciar menor desgaste.

Considere-se também que é conveniente ao governo a votação do orçamento e o encerramento do ano legislativo para o posterior envio da mensagem de reajuste dos servidores. Uma apresentação antecipada da mensagem iria ocasionar debates acalorados que atrasariam a aprovação do orçamento. Nesse caso a votação da mensagem só ocorrerá no retorno dos trabalhos do legislativo, isto é fevereiro, com efeito retroativo.

O governador não quer deixar para o seu vice, que assumirá em breve, eventuais “louros” obtidos pela concessão do reajuste e também não quer sofrer o desgaste com um reajuste geral pífio.

Concluindo, o jogo está aí. Acredito que ainda nesse ano teremos a mensagem do reajuste protocolada na ALESP e que a votação será ano que vem. Ainda na está definido se o reajuste será por índice geral ou se algumas carreiras terão índices diferenciados.

É o que temos para o momento.

Boas festas a todos!

Campinas, 21 de dezembro de 2017

CONTINUEMOS NA LUTA MEUS COLEGAS!

VICTOR BRANCO DE ARAUJO
AGROESP - PRESIDENTE

13 comentários:

  1. Nesse governo o que não falta são profecias... Acredito, que um governador que não nos dá reajuste salarial real desde 2011, não está muito preocupado em ter servidores fiéis. Cortar o próprio salário? Não impressiona ninguém. É a propaganda da "torneira seca", e como tudo que vem, tem volta, é claro que também não voltará nada... Como diz o ditado: fartura, gera fartura e miséria, gera miséria.

    ResponderExcluir
  2. Sinto informar... mas Papai Noel não existe. Não temos aumento desde 2012, a chance de conquistar simpatizantes passou. Agora é tarde!

    ResponderExcluir
  3. Nadar, nadar, nadar e morrer na praia;

    ResponderExcluir
  4. Tudo furada, mentiras, começou o ano e cadê as ações?????Já sei vamos ficar com a estratégia do não confronto, de ficar abordando o governador e falando no ouvido dele como crianças pedindo presentinho de natal........Viramos motivos de chacota........merecemos.....

    ResponderExcluir
  5. PALMAS PARA A AGROESP, CONSEGUIMOS 3,5 PORCENTO DE AUMENTO DO GERALDO MALCKMIN.....PALMAS, PALMAS E MAIS PALMAS.............detalhe, ele concedeu isto para todos os funcionários, em fevereiro me retiro da associação......

    ResponderExcluir
  6. quero ver os corderinhos da CATI votando em peso no Geraldinho e nos deputadinhos que os diretores gostam tanto de puxar o saco

    Agroesp não serve pra nada

    ResponderExcluir
  7. diretores que pedem licença dos cargos para ficar pedindo voto pra deputadinhos
    cambada de puxa-saco, mais o salario deles é tudo 15 paus neh??? dai fica facil

    queria ver se virar com menos de 4

    ResponderExcluir
  8. AGROESP peça o boné e saia de fininho

    ResponderExcluir
  9. Foram 4 anos de conversa fiada, deputados que "deram a palavra" que a equiparação salarial já estava acertada... tudo mentira, ninguém nos representa. Meu aluguel já subiu 5 vezes desde o último aumento em 2012 e vejo que já virei mendigo, pedindo empréstimo para fechar a conta no final do mês. Ganhamos foi 3.5% de quirera para pombos em ano eleitoral. Nem flanelinha aceita esmola. Agroesp, cadê nosso reajuste??

    ResponderExcluir
  10. "A LUTA CONTINUA...A LUTA CONTINUA...CONTINUA...CONTINUA"... Somos todos um bando de frouxos essa é a verdade. Enquanto não fizermos no mínimo uma greve branca, não vai virar nada. O senhor jardim passou a lábia (tem de sobra) e vai continuar passando juntamente com o ilustríssimo senhor governador (PSDB). já pediu agenda para fazer politica na região noroeste pra esse começo do ano. Vamos todos lá "os cordeirinhos" bater palmas pra eles! Sem chance meus colegas!

    ResponderExcluir
  11. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  12. Creio que a agroesp fez o possível, nenhuma categoria vai conseguir aumento.... mas nossa secretaria continua sucateada e estamos cada vez mais sozinhos, cada vez mais desmotivado.

    ResponderExcluir
  13. Eu já sabia, já faz tempo que faço campanha anti o pior secretário que já tivemos, eleitoreiro, não fez nada pela secretaria, mas eu estou fazendo minha parte, em reunião de conselhos, com líderes rurais e em reunião com associações da minha região, peço para não votarem no atual secretário da agricultura.........e não preciso de muito esforço, porque os produtores também estão fartos da cara dele, das papagaiadas, aturam as visitas dele mais por pedidos de prefeitos e vereadores, mas todos sabemos do péssimo trabalho. Estou de olho na página do facebook dele também, um fracasso de curtidas, mas ele utiliza o trabalho da nossa secretaria como se fossem realizações dele, colocando logotipos....se isto ocorrer após o período eleitoral, irei denuncia-lo na justiça eleitoral.....no mais minha campanha anti jardim está a pleno vapor, em novembro foram mais de 300 produtores que passaram aqui por causa da vacinação e todos foram agraciados com a minha anti campanha....no mais companheiros estamos a pé de secretário, agroesp, governador.......

    ResponderExcluir