sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

Competências da Agroesp


- Congregar os Assistentes Agropecuários do Estado de São Paulo;

- Assistir e defender os interesses dos associados perante os poderes públicos, entidades autárquicas e privadas e representa-los judicialmente em interesses coletivos nos limites deste estatuto;

- Promover congressos, conferências, cursos, debates e reuniões de interesse dos associados;

- Promover convênios e ou contratos de parceria com entidades públicas, autárquicas e privadas;

- Manter intercâmbio com instituições congêneres do país;

- Propor e zelar pelo aprimoramento e implementação das políticas de extensão rural, de assistência técnica, de defesa agropecuária e do desenvolvimento do agronegócio;

- Atuar permanentemente no aperfeiçoamento da carreira do assistente agropecuário.


Quem são os Assistentes Agropecuários

Assistentes Agropecuários são profissionais que exercem o indispensável e importante papel de articuladores e viabilizadores do desenvolvimento rural sustentável, o que se faz através da prática de ações que facilitem ao produtor, o alcance de políticas de saúde, segurança, educação e de transporte no meio rural.

Atuação dos Assistentes Agropecuários

Através da CATI, os Assistentes Agropecuários participam da criação e fortalecimento de Conselhos Municipais e Conselhos Regionais de Desenvolvimento Rural, fazendo com que as comunidades demandem ações que conduzam a articulações intersetoriais.

Nas Casas da Agricultura que atendem todos os 646 municípios paulistas, dão suporte técnico ao produtor rural, à sua promoção e valorização, contribuindo para que ocorram significativas transformações de ordem social, cultural, econômica e ambiental com sustentabilidade.

Atuando no Programa Estadual de Microbacias Hidrográficas - PEMB, iniciado no ano de 2000, esses profissionais desenvolveram ações na instalação de 970 microbacias hidrográficas, com planos aprovados executados, beneficiando a significativa quantidade de 70.400 famílias de produtores rurais, cobrindo uma extensa área de 3,3 milhões de hectares. Ainda no Estado, pela sua atuação, atingiu-se a taxa de um milhão de hectares cultivados no sistema de "cultivo direto na palha", com elevação dos índices de crescimento da produção agropecuária e a redução de aplicação de recursos com serviços de conservação dos solos, uma de nossas maiores riquezas.

Em 2010 o Estado de São Paulo atingiu a expressiva marca de 13,40% de sua superfície coberta com formações florestais nativas, índice também ampliado graças à indispensável contribuição desses funcionários, que administram com competência técnica e inteligência, a correlação entre produção e conservação.

Atuando como agentes técnicos e facilitadores, os assistentes agropecuários auxiliam o produtor no acesso ao crédito rural, tanto no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar - PRONAF, como na busca de recursos do Fundo de Expansão do Agronegócio Paulista - FEAP.

É de responsabilidade dos Assistentes Agropecuários a emissão da "declaração de dispensa de licenciamento" nas propriedades com área inferior a 1000 hectares, desde que atendam à legislação pertinente ao uso e conservação do solo, ao manejo e agrotóxicos e à adoção de boas práticas de produção agropecuária, documento obrigatório para financiamento junto ao Banco do Brasil SA.

A importância e participação dos Assistentes Agropecuários também se fazem junto à Coordenadoria de Defesa Agropecuária - CDA, através da atuação em Programas voltados ao controle fitossanitário e de interesse social, o "Programa Risco Sanitário Zero" o "Programa de Defesa Sanitária do Agronegócio para Proteção da Saúde do Homem e do Meio Ambiente", que se traduzem em contribuições de valor inestimável ao País, por exemplo, com a intensificação das ações visando a erradicação de doenças de animais de elevado impacto internacional. Não se pode deixar de citar a atuação desenvolvida pelos competentes Assistentes Agropecuários, através de ações do "Programa de Fiscalização do Uso e Conservação do Solo", o que nos faz lembrar a máxima: "O Solo é a Pátria: Conservá-lo é Engrandecê-la".

Outras atuações dos Assistentes Agropecuários estão relacionadas à CODEAGRO, através de ações de suporte técnico à constituição, instalação e funcionamento de Associações e Cooperativas de Produtores Rurais. Esses profissionais fomentaram a implantação de mais de mil Associações de Produtores Rurais em quase todos os municípios paulistas contribuindo para organização, desenvolvimento e promoção do produtor rural.

Os Assistentes Agropecuários da CODEAGRO também atuam na coordenação das Câmaras Técnicas Setoriais das principais cadeias produtivas do Estado de São Paulo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário